sexta-feira, outubro 23, 2009

Descasada




Descasada é uma minissérie que passou no Telecine e, mais recentemente, no People and Arts com o nome de A Ex.
A série conta como Molly Kagan, ex-escritora infantil que largou a carreira para dedicar-se única e exclusivamente ao marido, consegue dar a volta por cima quando este a troca por um modelo mais novo.
Molly é avisada pela secretária eletrônica que o marido quer o divórcio e o pesadelo começa. Logo ela é despejada do clube que frequenta, desconvidada de todas as grandes festas e não conseguem nem mesmo uma mesa em um restaurante para almoçar com sua filhinha. A coisa chega a ser tão desesperadora que ela pede um beijo a um morador de rua.
Ok, com um morador de rua como o Sam (que é interpretado pelo mesmo ator que faz o Bill de True Blood) até eu ficaria muito tentada. Sam é lindo, adora ler e, apesar de morar em baixo de uma árvore, o que realmente atrapalha o romance dos dois é o fato de estar sendo acusado do assassinato de Lou Manahan, chefe do ex-marido de Molly.
Não sabia que era uma minissérie quando vi o DVD na locadora e com a Debra Messing na capa não teve como alguém me manter afastada. Assisti os cinco episódios em dois finais de semana e amei.
Adoro histórias de mulheres fortes e essa é uma ótima. Molly tem que passar por muita coisa para tentar se encontrar e direcionar a própria vida, agora que não gerência mais a do marido. Além disso, é uma série muito engraçada, cheia de personagens secundários que pulam para o primeiro plano o tempo todo.
Não sei como não fiquei sabendo dessa minissérie antes, mas para as meninas que também não ficaram sabendo, fica a dica. Vale muito a pena.


terça-feira, outubro 20, 2009

Sense and Sensibility and Sea Monsters

Sei que esse livro não é novo, foi lançado em setembro, mas não tinha visto o trailer ainda.
Uma palavra: medo.



E vocês, encaram?

segunda-feira, outubro 19, 2009

Manual para Românticas Incorrigíveis




“Procura-se cavaleiro para salvar donzela em perigo. Precisa ter cavalo próprio”

Tom em Manual para românticas incorrigíveis.


Apesar de ser caçoada pelos amigos, Kate Hetherington acredita no amor com todas as suas forças. Ela está contando os dias para que seu príncipe apareça e a leve em direção ao por-do-sol (leia-se vida abastada) em seu cavalo branco (leia-se carro importado). Mas seus amigos Sally e Tom não concordam com o seu ponto de vista.
Sally é casada e acredita estar com o casamento chegando ao fim, portanto, não é nada otimista quanto aos devaneios de Kate. Já Tom não acredita em relacionamentos e ponto final, seu medo de que a amiga se machuque faz com que seja até um pouco arrogante quando tratam do tema "amor" e "felizes para sempre".
Mas Kate finalmente encontra alguém que a entende, a apoia e pode guiá-la no caminho certo. Bom, nem tanto "alguém", mais para "alguma coisa". Um livro chamado “Manual para românticas incorrígiveis” que compra por meio de um site de leilões na Internet. O anúncio afirmava que a leitora encontraria o amor ou receberia o dinheiro de volta. O que ela tinha a perder?
E, quando logo em seguida conhece Joe Rogers, não há dúvida, o livro é mágico. Será?
O título desse livro “gritou” minha atenção assim que o vi. Sou uma romântica incorrigível assumida, fazer o quê? E ele realmente falou comigo: Será que existe uma pessoa certa para nós? Será que vale a pena correr atrás do amor ou devemos esperar por ele fazendo coisas mais importantes enquanto isso?
Minha sensação foi de que li esse livro em segundos, apesar de ter levado uns dois ou três dias. Adorei e recomendo para todas as outras românticas incorrigíveis que eu sei que passam por aqui de vez em quando. Não esqueçam de me dizer o que acharam!

Apesar dos protestos de amigos, Kate Hetherington ainda acredita ser possível achar seu príncipe encantado. Quando encontra um antigo guia, intitulado O Manual para românticas incorrigíveis, Kate decide dar uma chance ao seu romantismo e seguir as dicas do livro para encontrar o parceiro ideal. E este será apenas o começo de uma aventura para a qual nenhum manual terá as respostas.

quinta-feira, outubro 01, 2009

A Garota Ideal (2007)



Pela primeira vez vou indicar aqui um filme. Espero que vocês gostem dessa pequena mudança no blog =D

Imagine que seu irmão encontrou a pessoa perfeita. Amável, carinhosa, que o ama. Enfim, uma boneca. Não, uma boneca MESMO!
Aconselhados por uma psicóloga a acreditar e participar de sua fantasia, a família, a igreja e toda a comunidade acaba aceitando Bianca (a boneca) como a nova namorada de Lars, mas até quando isso vai durar?
Apesar de parecer, esse filme não é uma comédia, é profundo demais pra isso. Perfeito para refletir se realmente existe a pessoa perfeita ou se nós devemos simplesmente tentar encontrar o melhor nas pessoas ao nosso redor.